quinta-feira, julho 28, 2016

Vérti-ce

Que você seja mesmo um senhor
respeitável
mas você não tem essa educação
ainda assim
o sol dos sussurros
mesmo à sombra
de nossas mãos

e posso ser você
enquanto lê
enquanto todos dormem
e me acorda, e reconhece
meus olhos assombrados

e terminará por me deixar
por que só poderei ver palavras
reflito, no porto
e não barcos
e não asas

mas afinal, um encontro

sábado, abril 09, 2016

O abraço da resistência

Para vocês que têm se sentido
furtados
eu que tenho chorado
nestes tempos, sempre
Por vozes que ainda resistem
e ainda não são nada
tenho tentado conciliar todos esses
anos. Do ridículo
mas do que alegra também
Apesar da certeza do fracasso
a persistência do inoportuno
Mesmo que no que escuro
para vocês
o abraço da resistência.

sábado, março 19, 2016

Nossa taxonomia

O reino humano
O filo humano
A classe humana 
A Ordem humana 
A Família humana

O gênero humana
A espécie 
humana
A farsa humana

quarta-feira, fevereiro 24, 2016

dias após dia

Não tenho por onde falar
e o perigo de parecer místico
neste voto de silêncio

mas tenho por decidir
o passado, as flores postas
na água tardiamente
ou ainda este presente
radioativo

lavo minhas roupas na chuva
fervo a água de nossas conversas
que a rede estica e encolhe
me encolhe

a casa que construirmos já
destruída
ou não sabemos escrever
nos destroços
conhecemos já as pedras
e temos nossos dentes.